top of page

O futuro do morar não está nas mãos dos jovens e sim na intergeracionalidade

Por Flavia Ranieri


Uma conversa do meu enteado de 6 anos me fez pensar no futuro do morar. Ao ser questionado sobre como seria a casa ideal, ele começou a descrever uma casa que se levanta do chão e sai andando pelas ruas.


Como um motorhome ou um trailer? Não! A casa inteira levanta e sai andando. Ah.... entendi! Meu namorado, expert em criação de coisas com inteligência artificial, já foi montando a ideia e a danada nos deu a imagem abaixo.


É isso aí! Disse ele. Foi então que a viagem começou de verdade. Terreno hoje em dia é algo raro e valioso. Onde encontrar o lugar para estacionar minha casa? Eu queria ficar no meio da cidade. O outro disse, não, quero ficar de frente pro mar. E quando eu quiser me isolar e ir pro alto da montanha?


Flexibilidade. É disso que precisamos. Estruturas verticais no mundo inteiro que pudéssemos encaixar nossos apartamentos e pagamos o aluguel conforme a localização, altura, infraestrutura oferecida...


Começamosa pirar no gerador de imagens da inteligência artificial tentando passar o que estava em nossa cabeça para o papel. As primeiras imagens foram estranhas. Uma mistura de templos antigos com cenários próximos de Mad Max. Coisas duras e áridas, bem típicas de filmes de ficção científica. Mas aí começamos a acertar a mão e a primeira imagem razoável foi essa aqui.

Interessante! Poderíamos viajar apenas com uma parte do apartamento! O quarto, talvez! E acoplamos em apartamentos existentes! Com certeza vai ficar mais barato.


Mas ainda não era isso... Parece muito desenhho. Quero algo mais realista! Ainda está árido. Faltam plantas, falta alma de alguma forma. A imagem abaixo me agradou bem mais. Varandas, plantas, cor. O negócio estava começando a ficar legal. Mas na vida real seria difícil todo mundo ter a casa da mesma cor.


O ser humano tem necessidade de materializar sua personalidade e estilo. Seja em roupas, maquiagem, decoração e com certeza na própria casa.


Com certeza as casas acabariam sendo diferentes entre si. Começamos a colocar inputs misturados de todo mundo. Cada um queria uma coisa e fomos aceitando essa diversidade. A inteligência artificial não decepcionou e nunca repetia a mesma imagem, sempre acrescentando os detalhes que pedíamos.




O primeiro é lindo, mas muito devassado, privacidade é importante. Principalmente em uma área onde não conheceremos os vizinhos. As duas seguintes aproveitam o conceito de containers e são bem bacanas. A área comum no térreo da segunda imagem propricia o convívio e na terceira imagem já começa a aprecer a diversidade de cores. Mas ainda limitado.


A vencedora no fim foi a imagem abaixo. Cores diversas, jardins, tamanhos variados e boa área de convivência embaixo. Algumas unidades poderiam ser fixas e outras se encaixam conforme novo inquilino. A fachada nunca seria a mesma e você não precisaria empacotar tudo a cada nova mudança ou viagem. Prático. Só voar pra fora dali! Olhamos um pro outro e tivemos um aceno coletivo de concordância.

Será esse o futuro do morar? Projetos e sonhos pedidos a uma inteligência que vai criar algo personalizado para cada um? Com certeza um campo enorme para os arquitetos que vão precisar compatibilizar esses sonhos e transformar isso em realidade. Mas uma coisa que estamos aprendendo sobre a inteligência artificial é que o grande segredo está em saber pedir o que você quer. Quanto mais específico e referências você der, mais assertivo vai ser o resultado.


E então volto para você que está lendo esse artigo. Você sabe o que você quer? Já parou para pensar na casa ideal ou está apenas se adaptando ao que é oferecido no mercado imobiliário? Essa é uma ótima hora para pensar fora da caixa e pensarmos longe. Assim como o papel, a inteligência artificial aceita quase tudo. Para virar verdade, deixemos com os arquitetos e engenheiros. Mas a voz é sua.


Nenhuma solução dessas teria surgido se não fosse a ideia de um menino de 6 anos de idade. Juntando o sonho com a experiência podemos chegar longe!


Se vocês quiserem ver um pouco mais das imagens criadas pelo Gustavo Timponi, o nosso expert em IA, segue abaixo a galeria! Se divirtam e escolham a casa de sua preferência! Depois é só escolher onde acoplar! ;)




104 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Yorumlar


bottom of page